Notcias & Comunicaes

Ciência com e para Todos: Um projeto do CMIA de Vila do Conde com uma Unidade de Apoio Especializado à Multideficiência

Ciência com e para Todos: Um projeto do CMIA de Vila do Conde com uma Unidade de Apoio Especializado à Multideficiência

Localizao: Porto
Data: 7 Julho 2017

O Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental (CMIA) de Vila do Conde é um equipamento da Câmara Municipal de Vila do Conde (CMVC) com coordenação científica do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR), da Universidade do Porto (UP). O CMIA, foca as suas atividades em quatro áreas complementares, como a investigação, monitorização, educação ambiental e divulgação científica, contribuindo para uma alteração de comportamentos promovendo sempre as opções mais amigas do ambiente e atitudes ambientalmente sustentáveis face à sociedade atual.

Crianças especiais, biologia do dia-a-dia, curiosidade sobre um mundo novo… Aqui vamos nós falar de ciência. A Divulgação em ciência tem um papel fulcral no ensino das ciências incutindo e motivando os indivíduos fora das temáticas dadas nas salas de aulas.

O CMIA de Vila do Conde juntamente com uma Unidade de Apoio Especializado à Multideficiência desenvolveu durante os meses de fevereiro a junho diversas atividades sobre diferentes temas de educação ambiental para crianças com necessidades educativas especiais, ou seja, os indivíduos com maior dificuldade de aprendizagem ou que sofrem incapacidade de utilizar as mesmas instalações do que os seus pares(1). As dificuldades prendem-se com o obstáculo do défice de competências académicas (escrever, ler, entre outras), problemas comportamentais e conceitos básicos limitados sobre as diferentes temáticas.

As crianças alcançadas possuem idades compreendidas entre os 10 e os 15 anos, frequentam o 2º e 3º ciclo do Ensino Básico e começam a ter o primeiro contato com a ciência. As crianças participaram em várias atividades como o jogo "Vamos à Pesca”, "Jogo da Água", Oficina "Plantas da nossa terra", Jogo "Vem limpar o teu oceano", entre outros.

Nestas atividades, e apesar das condições especiais de cada indivíduo, procurou-se transmitir valores e conceitos sobre a importância da água, da biodiversidade, a poluição dos mares, as implicações do lixo marinho, a importância da reciclagem, entre outros.

Para este fim, foi também desenvolvida uma oficina especialmente pensada para a condição de multideficiência surdo-cegueira e teve como principais objetivos dar a conhecer um pouco da biodiversidade vegetal, com seus diferentes cheiros e texturas, e diferentes aplicações; ervas aromáticas como hortelã-mourisca, poejos, alecrim, entre outros; plantas decorativas como o feto onde foram explicadas as suas estruturas reprodutoras - os soros, e as camélias, originárias do Japão, foram trazidas para Portugal e nos dias de hoje são utilizadas como planta decorativa na zona norte, em especial, em Vila do Conde.

Com este projeto pretendemos, levar a estas crianças, conhecimentos e conceitos ao nível da biodiversidade e do ambiente, proporcionando-lhes um maior gosto pela natureza e ambiente, assim como novas oportunidades de aplicar e rever conceitos previamente adquiridos.

Esperamos ainda que um maior contacto com a linguagem científica possa despertar interesses e capacitar os indivíduos para pensar e atuar em novas situações e abordagens científicas relacionadas com as temáticas trabalhadas.

Palavras-chave: ciência, divulgação, necessidades educativas especiais

 

Referências

1 – Jiménez, R. (1993). Necessidades Educativas Especiais. Dinalivro, Lisboa

 

 

Downloads

Voltar para Comunicações Científicas


CMIA de Vila do Conde
Avenida Marqus S da Bandeira, 320
4480-916 Vila do Conde
Telefone: +351 252 637 002
E-mail: cmia@cm-viladoconde.pt

©2022 CMIA Vila do Conde, Todos os direitos reservados. CMIA Vila do Conde parte do CIIMAR Webdesign: Glitz Design     Programao: Bizview